quinta-feira, 30 de abril de 2009

Entrevista Roddy Moreno

Essa, é para os parasitas que nem frente contra Nazistas e Carecas tomam posições, preferem se esconder no apoliticismo e deixar a praga proliferar!


ENTREVISTA COM RODDY MORENO, VOCALISTA DA BANDA THE OPPRESSED.

''Se você não é homem(skinhead geral) suficente para se levantar e defender suas raízes, talvez está na hora de deixar seu cabelo crescer e pendurar seus boots. Skinhead Times Forever!''


1 – Qual foi a motivação para tocar como The Oppressed?


Roddy: Primeiro foi por diversão, pois na época em Cardiff em festas para nosso público, pois não havia nada de política e nada de Nazis em nosso terrritório.

2- O que fez Oppressed na cena Skinhead no mundo inteiro? Qual o efeito?

Roddy: Primeiro era mostrar que deveriam combater o fascismo. Que derrotar o fascismo era algo bom. Os fascistas são um insulto para o Skinhead, derrota-los era o caminho do Skinhead.

3 – Porque tocar Oi! ?

Roddy: Nós somos Skinheads e o Oi! É perfeito para os outros. Musicalmente fácil de interpretar e é música para a classe trabalhadora. ‘’FODA-SE o disco, rap e música pop’’. Oi! É sobre a nossa vida.

Oi! = A WORKING CLASS PROTEST,NOTHING MORE,NOTHING LESS. (Protesto da classe trabalhadora, nada mais, nada meno).

4 – Inicialmente, quais as influências?

Roddy: Sham 69, Cockney Rejects, música para Bootboys de verdade.

5 – Qual música que caracteriza a banda?

Roddy: Temos Work Together. É nossa primeira canção sobre a união racial. Posso dizer também The A-F-A Song(A canção de Ação Antifascista). Outras como Joe Hawkins, Ultraviolence são músicas bacanas, agora, músicas como Fuck Fascism(foda o fascismo), e Sleeping With The Enemy( Dormindo com o inimigo), são canções que representam o que pensamos.

6 – O que pensa sobre dizer sobre, Skinhead politicamente incorreto?

Roddy: Skinhead é uma coisa diferente para gente diferente. Penso que é seguir fielmente o espírito de 69. As políticas são uma merda, é assim que os fascistas querem que pensamos, para trazer políticas racistas ao nosso movimento.

7 – O que mudou no Oppressed musicalmente durante estes anos?

Roddy: Seguimos sendo uma banda Oi! Básica, sabemos agora usar um estúdio. Agora temos Floyd na guitarra solo para dar um pouco mais de força ao nosso som.(Escute The A-F-A song).

8 – O que pensa sobre a nova cena Oi! E Skinhead pelo mundo?

Roddy: A cena mundial vai bem. Muitos Skinheads contra o racismo e os Boneheads estão morrendo. Mas temos que seguir lutando para manter fora esse lixo.

9 – Tens escutado novas bandas Oi!? Se sim, quais?

Roddy: Eu gosto de United Front(Escócia) e Runnin’Riot(Irlanda), mas realmente eu escuto Reggae e Soul dos anos 60.

10 – O que tem feito o Oppressed nos últimos anos?

Roddy: Nos últimos anos, não fizemos nada, mas agora estamos de volta para mais gigs e talvez gravar algo novo.

11 – O que pretendem para o futuro? Planjeam gravar algo novo?

Roddy: Agora estamos trabalhando e criando nossas famílias, mas continuaremos para fazer algo para nossos garotos.

12 – Algum dia irão vir a América Latina? O que pensam da cena colombiana e latina americana? Há algo que queiram dizer aos skins, punks e rudes da América Latina?

Roddy: Nos encantaria tocar na Colômbia, mas é um longo caminho desde Cardiff. Para os amigos da América do Sul, Stay SHARP and FUCK FASCISM! (Seja SHARP e foda o fascismo).

13 - O que podem falar sobre a canção Skinhead Times? Qual foi a influência?

Roddy: É sobre idiotas que estão com medo de assumir uma posição. Há muitos que se chamam de Skinheads e temem os fascistas e nada fazem. Nós dizemos, VÃO SE FODER SEUS COVARDES. Lutem como os outros ou vão para o inferno.

14 – Por último, algo que queira dizer?

Roddy: Finalmente digo, FODA O FASCISMO ANTES QUE ELE FODA VOCÊ. Não ignore as ameaças fascistas, esmague todas as formas como puder. Sendo orgulhoso, sendo forte e SER SHARP.

Skinheads Against Racial Prjudice(Skinheads contra o racismo) ... Tão simples como isso.

Retirado do Site www.theoppressed.co.uk
link direto: http://mx.geocities.com/skinmedpride/textos/entrevistas/oppressed.htm



2 comentários:

Byrd ANTIFA! disse...

Acho que o Brasil tá precisando de muitos "Roddys Moreno". Um bom tapa na cara do pessoal acomodado, que tolera amizade com lixo, que paga pau pra som de careca, nazi, sejá lá qual seja o tipo de escória. Muito bom, Gui!

ANTIFA!

Rude Igor disse...

Muito boa.
Stay rude stay rebel

if you ain't man enough
to stand up and defend your roots
maybe it's time for you
to grow your hair and lose your boots