terça-feira, 27 de novembro de 2012

RUBRONEGRO ZINE

RUBRONEGRO ZINE - THE REAL WORKING CLASS SKINS (A)-(///)

RUBRONEGRO ZINE 1 - http://www.mediafire.com/view/?8uob93sraajmrw8
RUBRONEGRO ZINE 2 - http://www.mediafire.com/view/?05zaz6dlo00mxzc
RUBRONEGRO ZINE 3 - http://www.mediafire.com/view/?uv41dl88sblmjhw

sábado, 24 de novembro de 2012

MANIFESTO CONTRA O SECTARISMO

Uma resposta aos sectarios e seus argumentos manjados contra o skinhead e a união punk & skin.Leia e compartilhe camaradas,solidariedade!
http://www.mediafire.com/view/?0ezbcnec3sct02x

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Revisionismo do Skinhead?



Revisionismo?Não,a nossa história existe e é de verdade,vocês que a contam da sua maneira,quem faz a revisão são vocês!
Ás vezes me pego lendo um destes panfletos anti-skinhead,anti-união,anti-oi! e tudo relacionado ao mundo fechado dos “verdadeiros” punks e donos do movimento “libertário?”.Não importa quem escreve,é sempre o mesmo discurso sem fundamento,embasamento e estrutura histórica,um corte e cola de internet mal feito e montado de gente que NÃO VIVE A CONTRACULTURA e mostra total desconhecimento dela,e muitas vezes discursos de violência contra skinheads comunistas,anarquistas,antifascistas e apartidários,sempre nos colocando no mesmo balaio sujo que os carecas e os nazis(cosplays do skinhead,falsos).Notamos uma vontade por parte destes discursadores pelo domínio de cena  e supremacia ideológica e contracultural,um apego fundamentalista religioso ao punk de que só este é o mais puro e livre de qualquer pecado,em resumo,que na cultura punk que eles usam como verdade absoluta estão os mais bons moços.Um destes panfletos me chamou muita atenção,primeiro a moral do conto : Estão mais preocupados pois estamos crescendo de forma absurda e incontrolável,estamos tendo bastante notoriedade positiva,seja na mídia,em passeatas ou qualquer meio de difusão de informação,enquanto eles permanecem invisíveis na sua própria ignorância,no seu mundo fechado num muro alto,ninguém sabe nada sobre o que eles fazem,parecem que os ativismos que dizem fazer só é entre eles mesmos e nós estamos com o povo sempre dando a cara nas ruas.Quando começam a falar sobre skinheads,fatos de época são ignorados,não mencionam que éramos – e somos - jovens pobres e muitas vezes desempregados das periferias e subúrbios,escondem nosso amor pela música negra,pela música jamaicana a que temos enraizada desde nosso nascimento,começam sempre falando do skinhead associando a grupos de extrema direita(NF,BNP, partidos de cunho nazista da Inglaterra),e destes imbecis que abandonaram a raiz de 69 esquecendo todo espírito operário,rueiro,miscigenado e classista(de uma época avassaladora de desemprego) os tiram como exemplos gerais.No nosso meio existe a máxima:Todo aquele que recusa 69 como raiz jamais será skinhead,OU SEJA,um racista não pode ser skinhead pois a nossa raiz é miscigenada,um skinhead não pode ser nacionalista nem xenofóbico pois parte de nossa raiz veio de fora da Inglaterra naquela época e assim por diante.Ações racistas,homofóbicas,preconceituosas e xenofóbicas de grupos QUE USAVAM O NOME SKINHEAD ligados a partidos nazis daquela época são usados para classificar toda nossa contracultura,em entrelinhas,chamando por exemplo de racistas os skinheads negros,chamando de homofóbicos os skinheads gays,etc.Agem como a mídia,o mesmo modus operandis:”Junta tudo num saco e dá pra o povo comer,ninguém sabe a diferença mesmo,skinhead é tudo igual”.Usam fotos  de boneheads e trecho de entrevistas de cunho de ódio feitas por Carecas do Brasil e Boneheads para dizer que é isso que somos,isto que pensamos,que estas baboseiras ufanistas,racistas e preconceituosas é o pensamento do skinhead.Numa tese de supremacia punk,não mencionam que “punks”(que assim como o skinhead não teve no inicio nenhuma ligação com nazismo ou preconceito qualquer) também foram cooptados pelo BNP e NF,servindo de massa de manobra,não falam de bandas ditas punks ligadas ao nazismo,como se o punk fosse purificado de ideologias e idéias preconceituosas principalmente nos dias de hoje.O que eu quero dizer?Simples, falam da R.A.S.H.,da S.H.A.R.P. e dos skinheads como uma ameaça mas se esquecem de olhar para seus próprios rabos,falo das gangues punks FASCISTAS E NACIONALISTAS de São Paulo,bem perto deles,nada fazem contra eles,nenhum panfleto,nenhuma passeata,nenhuma ação,esta gangue passa impune sob a cegueira anti-oi! e anti-skin.Também eu poderia fazer da mesma forma,pegar  fotos do PUNK FRONT(grupo de punks nazis inglês da década de 80),fotos de bandas e de nazipunks espalhados pelo mundo,recortes de jornais de “punks” aqui no Brasil que faziam parte daquela gangue que mataram o atendente de lanchonete com uma facada e fazer um panfleto e textos generalizando totalmente sobre a contracultura punk como eles fazem.É muito fácil raspar a cabeça e se vestir igual a skinhead,e sem nenhum conhecimento,andar por ai fazendo bobagem,tal como é mais fácil ainda se vestir como punk e fazer merdas piores,e como a mídia faz,se já chamam todos os skinheads de nazis,pior os punks de drogados,vândalos e assassinos(é assim que os punks são vistos pela mídia mentirosa burguesa nos dias de hoje). Quantas vezes presenciei punks com discursos homofóbicos e machistas (anarcopunks que já agrediram as suas companheiras e nada foi feito),já até ouvi falar de um anarcopunk que disse a uma skingirl antifascista a seguinte anedota “Você é branca demais pra ser antifascista” e tantas outras cagadas que quem esta nas ruas sabe.Não,não fizemos nenhum panfleto anti-punk,justamente por saber que não podemos caracterizar uma contracultura por ações imbecis individuais. Se esconder numa falsa moral é fácil e covarde, mas não fazemos isso.
O mesmo vale para os Carecas do Brasil e W.P’S,quem os confronta nas ruas SOMOS NÓS,e com este passar de tempo estão querendo nos fazer de alvo,POIS SOMOS A SUA VERDADEIRA AMEAÇA!SOMOS ANTI-NAZIS E SOMOS ANTI-CARECAS, pois estes sujam o nome skinhead e são uma ofensa a nossa contracultura,e claro,são os inimigos da classe trabalhadora,são cães defensores da burguesia fascista.
Ninguém menciona a agressão covarde a uma camarada que fazia parte da RASH SP juntamente com seu companheiro por mais de meia dúzia de anarcopunks em seus “dossiês”(quem faz dossiê é a Policia,nada de diferente o policiamento e patrulhamento ideológico feito por grupos ditos anarcopunks/libertários contra skinheads antifascistas.Aos fachos que são perigosos de verdade,os que fazem toda a merda,nunca são cobrados.
Pra quem destes grupos anti-oi!’s e anti-skins’s que promovem agressão escrita/verbal/física contra skinheads libertários e antifascistas serão tratados como nossos inimigos, serão vistos como carecas e nazis.Não podemos chamar de “punk” indivíduos reacionários que acha que o mundo deve se vestir de jaqueta de rebite e moicano,quem oprime um ser por se vestir diferente e  agride verbal e até fisicamente não tem respaldo para falar de liberdade muito menos de anarquismo.
Lá fora a RASH México promove semanas de discursão sobre a contra-cultura anarcopunk juntamente com os anarcopunks,bandas como The Opressed tocam em festivais punks ao lado de Doom e demais bandas crusties,e aqui no Brasil a mentalidade rueira ainda continua em atraso,temos os mesmos inimigos em comum,mas não conseguimos se unir para acabar de uma vez por todas com eles.Somos em maioria,somos bem mais fortes e não conseguimos tirar os fascistas das ruas!O outro lado não tem capacidade de se unir com seres humanos como eles,como que eles podem falar de anarquismo?
Vocês precisam entender que somos uma realidade e não estamos na internet,estamos nas ruas e de lá não sairemos,na bandeira do anti-sectarismo iremos triunfar junto com a classe trabalhadora e derrotar o fascismo.
[...]Preto ou Branco,homem ou mulher,punk ou skin,estamos nisso juntos e é a única maneira de vencer”[...](Disrupt-Smash Divisions).

terça-feira, 24 de julho de 2012

PALHAÇOS DO BRASIL

ELES TENTAM IMITAR A CONTRACULTURA MAS NÃO CONSEGUEM,REJEITAM A CLASSE OPERÁRIA COMO FORMA DE LUTA,TEM O NACIONALISMO UTÓPICO E CONSERVADORISMO BURGUÊS COMO FORMA DE IDEOLOGIA E VIOLÊNCIA PRA TENTAR IMPOR ALGUMA COISA,MAS COITADOS,ESTÃO COM SEUS FILMES QUEIMADOS,TODOS JÁ SABEM,NÃO ADIANTA,CARECA NÃO É E NUNCA SERÁ SKINHEAD,O Oi! JAMAIS ESTARÃO COM VOCÊS,VERMES IMUNDOS!PUNKS & SKINS CONTRA O FASCISMO!

sábado, 21 de julho de 2012

(Im)Patriotismo?


Perguntaram-me se sou patriota, cheguei a uma conclusão de que não sou e não conheço ninguém que seja. Pois tamanha é a negligência em vários órgãos deste mísero país, que não merece meu simplório ideal. Em síntese, por sua tamanha injustiça e desigualdade social. Se houvesse um pouco mais de honestidade, movimentos de posição contrária à corrupção, excelente administração governamental, talvez fossemos patriotas. 

Preferiria deixar o Brasil neste exato momento, escolheria retirar-me deste insano e desleixo país, como dizia uma célebre frase ufanista na época da ditadura militar brasileira e do governo Médici: “Brasil ame-o ou deixe-o”.  Mas tem dias que cada um de nós ou cada cidadão brasileiro, um dia já pensou desta forma e tem certos momentos que cansamos de ser brasileiro.

Porém, devemos preocupar-se mais com as causas internas do nosso país.

Questionar, opinar e indignar-se com tais acontecimentos, faz parte e tem ser hábito em nossas vidas, do tipo como: O caso Cachoeira, mensalão, CPIs, empresa Delta e Locanty, obras para copa do mundo e olimpíadas atrasada, questão ambiental, desvio de verba, entre outros.

Contrariando tudo que disse e talvez tenha entendido de forma errônea, afirmo-vos, que sou patriota, dentro dos padrões da normalidade, neste vulnerável país, chamado Brasil. Como dizia Millôr Fernandes: “Viva o Brasil! Onde o ano todo é primeiro de abril”. Sem mais.
Por Daniel Lucas
Retirado do Blog Vermelho a Esquerda
http://vermelhoaesquerda.blogspot.com.br

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Ser antifascista é o mesmo que ser fascista ao contrario?

Muitas vezes nos roles, vemos muitas pessoas organizando bancas, gangues, crews e etc. com o intuito somente da treta com careca e White Power... E isso nos leva a um ponto que ficamos sem saber, se estamos nisto por sermos de uma subcultura , ou se estamos nisso unidos apenas pela vontade de brigar ..
Eu não acredito que pra ser antifascista tem q ser como eles, se organizar em bancas e sair todo mundo armado por ai caçando confusão e batendo em quem falar qualquer coisa que não gostemos, pois isso é fazer o mesmo role que os caras, só que com o intuito de combater eles...
Não sei se para combater uma coisa errada, o certo seria combater com o erro ... Não sei... Talvez combatendo de igual pra igual fosse uma boa... Mas e depois?
Acho muito mais antifascista um ato de solidariedade por ai, uma ação social , uma conversa com alguém que você encontra por ai , e tem a chance de mostrar pra ela qual a verdade que a rodeia ... Do que você ir La e meter pancada no cara que viu um gay e deu risada...
Não digo que devemos aceitar a intolerância, mas que pelo menos usemos a violência na hora certa e pra a coisa certa, ficar de meninagem por ai só vai nos queimar mais, e colocar a sociedade contra nós...
Deixem de pensar pequeno , nossos inimigos são muito maiores que essas ganguezinhas de augusta , de galeria , nossos inimigos estão no poder , acabando com nossas vidas , enquanto estamos fazendo uma guerra contra o povo explorado pelos verdadeiros fascistas ...
Muitas pessoas não conhecem o que é anti-fascismo , daí vêem um cara com a camiseta do bang , arrebentando um nazi sem visu , quem será q vai ser o intolerante pra eles ?...
Deveríamos nos focar mais em divulgar nossas culturas , é tão bom você pegar alguém apolítico que nunca discutiu nada sobre politica , e começa a mostrar as coisas pra ela , ou apenas questionar , e com o tempo ir vendo que a pessoa por si propria começa a tomar posicionamento dentro do bang ...
Nós temos uma coisa muito importante do nosso lado , que estamos esquecendo de usar, a razão e o dialogo , embora eu saiba que algumas vezes , não tem como evitar brigar ...

Mas será mesmo que para eliminarmos o fascismo , devamos criar um fascismo nosso ? onde quem fizer algo que não nos agrada , nós vamos la e educamos ele na base da pancada ?, onde não tem o direito de serem o que querem , tenham que ser como queremos , ou como somos ?
Ninguém é obrigado a aceitar algo que eu escolho pra mim , nem eu tenho que aceitar nada ... devemos é lutar pra que haja o respeito , e que ideologias intolerantes sejam esmagadas não na pancada , mas que sejam esmagadas dentro da cabeça das pessoas , e isso só conseguiremos , questionando elas e não metendo porrada !!


Piccol  - Pseudônimo Antifascista (06/2011)

quarta-feira, 11 de julho de 2012

seja voce mesmo!!

Algumas pessoas entram no role X daí com o tempo a pessoa conhece alguém do role Y, e se apaixona, daí se aproxima da pessoa o suficiente pra mudar de role só por causa daquela pessoa, como forma de se aproximar ou de ganhar algo em troca com isso (mulheres, cerveja, uma banca maior, falta de desunião e etc.)
Só que com isso a pessoa só mostra que nunca foi de banca nenhuma, por que uma pessoa que muda de role pra satisfazer a vontade de outra, não é de role nenhum é apenas um cara que quer pegar mina, no role q a mina tiver ele vai estar D:
Se o cara é uma coisa e se arrepende, vê que aquilo ali é o lugar que ele não deveria estar, ele tem todo o direito de mudar de lado, todo mundo tem o direito de mudar, mas mudar por causa de mina é meio que coisa de punk/skin modista que ta ali só pra ter uma galera diferente...
Quem é mesmo do role, sabe como é, um antifa conhece uma nazi , daí fala , ah ela é bonita , daí não corta laços , continua a amizade , daí um dia ela da em cima dele , e ele cabeça fraca vai La e cai na lábia dela , daí começam a ficar escondidos do povo do role , e ele sabe que se levar ela pro role antifa vai se queimar pois sabem quem ela é , daí ela chama ele pro role dela e fala que La ele vai ter uma banca boa de briga que não vai deixar ninguém mexer com eles
E o idiota vai La, em seguida ela o deixa e ele já se queimou mesmo traindo sua banca, e só resta continuar nesse role pilantra ou ir tentar convencer os antifa que mudou de opinião... E raros os casos dos que se arrependem e voltam...
Se um cara quer virar nazi , acho que ele não precisa de uma mina pra levar ele pra esse role , se ele não se sente bem no role antifa é só sair , mas mudar por causa dos outros é pura falta de personalidade , ninguém obriga ninguém a continuar no role , nem busca ninguém em casa e fala , apartir de hoje você é antifa , acho que já que levanta bandeira do bang tem que fazer juz ao nome
Outros antifas você vai olhar as amizades deles , vários amigos nazi , carecas , fascistas em geral , daí tu vai trocar idéia , e pergunta o por que , “ah mas ele nunca me pilantrou , nunca fez nada contra mim ‘’, porra , vejo isso mais do que como uma traição , por que os cara não faz nada contra você , mas quando pega seus camaradas de role , metem facada , matam , correm atrás e você vai La e aperta a mão deles ...
Fora os que ficam passando informação de um lado pra o outro, até que algum lado descubra e o boicote daí ele decide ficar do lado oposto só pra ajudar a fuder o que o boicotou D:
Não vejo como um cara que se diz anti pilantra pode apertar a mão ou manter certo grau de amizade com qualquer tipo de pilantragem, não importa se têm seios bonitos, rosto bonito ou se cresceu com você, estamos falando de vidas que morreram por isso e continuam morrendo graças a pilantragens com ajuda de pessoas infiltradas no nosso role .

Piccol - - Pseudônimo Antifascista (05/2011)

domingo, 8 de julho de 2012

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Até quando...

Saber deixar o passado no esquecimento, sem esquecer que TUDO AQUILO foi feito antes de você nascer. Saber que pessoas boas existiram e nos ajudaram a existir, e pessoas ruins tentaram impedir... Guerras, revoluções, trapaças, glórias, alegrias e tristezas; que hoje, todos esqueceram.
Vale lembrar que alguém morreu por você. Deus? Não sei, não posso provar. Mas e os soldados que sobreviveram às guerras? E os comunistas que morreram e foram torturados pela liberdade? Não conta? Será preciso mais uma guerra para todos entenderem que MUITO foi feito e NADA está sendo feito.
Militares da força armada estão liderando na câmara, no planalto central... Pessoas de gravata espalham cartazes contra o homossexualismo e dão entrevistas racistas e a população se cala. E quando alguém tenta assumir a fala do povo, é censurado.

Até quando terei que escrever sobre guerra, destruição, injustiça e ignorância? Até quando? Até quando vou me sentir com medo de escrever, pois sei que alguém pode me censurar, me ameaçar, pois escrevo por alguém que está sentado no sofá assistindo aos "reclames do plim plim" e nadando nas dívidas, porque é manipulado e não sabe administrar a DROGA da PRÓPRIA vida.
Será que a humanidade é tão burra que não consegue perceber que cada vez mais essa gente nada no dinheiro enquanto a plebe fica se preocupando em comprar o que está na moda, ter toda a tecnologia que a TV oferece sem ao menos um preço JUSTO, pois a droga de GOVERNO que temos autoriza NEM isso.

Até quando vou ouvir crianças pedindo esmolas nas ruas? Até quando terei a visão do caos em minha janela? Até quando ouvirei a sirene da polícia não correndo atrás de bandido (que está longe, em brasília), mas sim porque está no horário de almoço e a viatura tem preferência no trânsito?

Até quando?

Fєяα C' Zσcαяαтσ• - Pseudônimo Antifascista (05/2011)

TROPEL E NAZIS DE PORTO ALEGRE - LINDA FOTO!


Trecho da entrevista a banda...
5. Qual a tendência política da banda ou dos seus integrantes, no caso de a terem?
M: Como mencionei mais acima, a banda não é uma banda política, embora todos temos nossas visões da realidade política de nosso país e do mundo, mas veja bem visão política não tem a ver com ideologia. Temos pontos de consenso, mas também divergências e isso é natural e saudável. Eu não sigo nenhuma linha ideológica, sou um livre pensador e isso me basta para viver. As ideologias só segregam. Nem esquerda nem direita, apenas OI!

---CLIQUE NA FOTO PARA VE-LA INTEIRA

É,ESTAMOS VENDO,INFELIZMENTE O MURO CAIU NÉ VERDADE?BELA FOTO DA BANDA COM OS NAZIS DE CURITIBA!TROPEL FACHO!

terça-feira, 26 de junho de 2012

Antifascismo?

Há muito tempo venho pensando sobre o que seria em si "Antifascismo" apos muito pensar resolvi expor meus pensamentos, caminhos até eles e conclusões para que se reflita mais acerca do tema talvez até se leve essa discussão a diante, muita gente se diz antifascista, outras Antifa e existe gente diz se opor ao fascismo mas sem a necessidade de qualquer rotulo. A questão que quero abordar é o que significaria isso em si e porque.
Há tempos atrás desde os meus 13, 14 anos exatamente eu já me declarava como Antifa que seria em teoria a abreviatura de antifascista por motivos obvios, quem é contra o fascismo seria antifascista certo? Mas o que é fascismo exatamente? O criador do fascismo Benito Mussolini o definiu como "tudo para o estado, nada contra o estado, nada fora do estado" ou seja o fascismo seria uma ditadura absoluta de um estado, e uma ditadura no sentido literal. Mas estou abordando o que é fascismo somente porque não se surpreenda, muita gente se declara antifacista sem nem ao menos saber o que é fascismo. Essa definição de fascismo parece boa para o fascismo em sua forma política, mas exclui as outras conotações que ganhou, Stalin definiu toda forma de coerção individualizada (ou seja conduta imposta por um individuo a outro de forma autoritária) como fascismo social, é ae que entra o fascismo nos rolés, o fascismo social.
Mas eu disse que me declarava antifascista, porque você não se declara mais? resolveu apoiar o fascismo? Não, muito pelo contrario, só resolvi refletir melhor sobre o que poderia significar em si ser antifa. Foi em conversa com um colega anarkopacifista uma vez que ele me disse que não portava tal rotulo por que isso havia se ternado sinonimo de caçador de fascista, pessoas que saem na rua procurando grupos que se reivindiquem fascistas ou antiantifas, sendo ele um pacifista adepto da não violência não haveria o porque usar esse rotulo, o que a principio fez sentido. Porem refletindo sobre o que poderia ser uma atitude fascista levando-se em conta o conceito de fascismo social, cheguei a conclusão de que tal atitude violenta em si que poderia ser tachada de fascista, não digo a atitude de ver uma pessoa apanhando e entrar para defende-la ou a atitude de se defender de uma agressão ou até mesmo responder uma ameaça de agressão, mas digo procurar pessoas cujas simbologias ou ideias políticas sejam X e iniciar agressão a elas. Ora, isso se trata de uma forma clara de censura e censura política, por mais que os objetivos sejam libertários os metodos são sem duvida fascistas. Uma coisa seria se vingar de alguem que já tenha feito algo diretamente a você ou um amigo seu (coisa que tanbem não apoio, mas não seria em si uma atitude fascista), outra é você ir atras, literalmente caçar alguêm com uma ideia oposto com o objetivo de autoritáriamente reprimila. Nessa reflexão me lembrei então de outro texto entre a diferença em si do antifa e do fascista seria que um tem um discurso (dã) contra o fascismo e o outro a favor, logo o fascista está coerente com seu discurso ao agir de forma violenta e repressora, o antifascista não. Seria então qualquer forma autoritária de antifascismo contraditoria, o verdadeiro antifascismo deveria ser uma conduta que batesse de frente a qualquer postura fascista logo uma postura pelo menos a principio pacifica.
Chegando a essa conclusão estava prestes a retomar o rotulo quando resolvo pesquisar a origem histórica do termo o que explicou até muito da cena antifascista hoje, sua origem remonta a revolução espanhola, quando Franco dava um golpe fascista e anarquistas e comunistas (tanbem alguns liberais e republicanos) se levantam para combater o golpe, porem acabam adquirindo durante a guerra atitudes tão autoritarias quando a dos próprios fascistas, perseguindo e matando muitas pessoas que nada tinham a ver com o fascismo, não demora pra esse clima mutuo de opressão transformar tudo numa briga por poder, alguns grupos até traem e trocam de lado constantemente. Ao invés de se unirem para destruir o poder, as pessoas transformaram sua única forma de resistência numa luta pelo poder até entre eles próprios. É claro que com tudo isso só sairam ganhando os fascistas que legitimaram seu discurso e ainda venceram a guerra se valendo dos conflitos dos adversarios. Agora fica a pergunta, queremos repetir esse erro? Queremos mesmo transformar uma luta contra o poder numa guerra pelo poder?
Faça guerra Contra as guerras. Destrua o poder não o povo.


Pseudônimo Antifascista (05/2011)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Anti Ganguismo PORRA

diz-se em meio aos ciclos libertários, reacionários, esquerdistas, ou o que quer que seja, 'rueiros'(ou não)que a política é algo que não se desassocia dos seres em si, pois a visão desses (creio eu) advém da idéia de que a política é o nome dado as relações de poder, que obviamente se estendem pra além dos aparelhos políticos denominados partidos. No caso de certos ''grupos reacionários'' , eles acreditam que o individuo deva se submeter ao estado, e que esse deva reger a forma mais intima com a qual os individuos carregam suas vidas, incutindo relações autoritárias até a prática do amor em si, definindo diferentes expressões sexuais como anormais, e que esses índividuos estejam desconstruindo o que eles consideram como uma conduta correta inerente ao homem.... no caso desses, a violência já é de se esperar, já que se os mesmos acham que até a forma como você usa seu corpo é motivo pra ser excomungado por assim dizer, e achar que todos devem estar sujeitos a objetificações... mais ainda sim, eu vos digo, que ser conservador não necessariamente venha a coincidir com plataformas de violência gratuita e irracional pro ensino do que se considera correto. mais adiante, eu posso dizer que um dos grandes erros dessas gangues é confundir o sentimento de identificação através da identidade, com identificação através do institucionalismo, a questão não está atrelada a identidade e a idéia de que ele em si é o território, e sim a idéia de que só destruindo o que eles consideram insalubre a pátria vai poder crescer. Tentando resumir : o que deve sustentar a visão patriota é a construção de cultura, o povo é o agente determinador da mesma, não um aparato que diz conter um modelo de vida perfeito pra ti que vai te dar o que você quer, não restrinja o cidadão que como você só labuta pelo espiríto.

Agora sobre a esquerda (que pra mim se confunde em muito com as demais visões que tenho sobre os outros dois grupos, principalmente os ditos reacionários...)
as idéias não tem monopólio, vocês não são os patronos da working class, assim como os ditos pró bons costumes (como se eles soubessem o que é isso) não possuem o monopólio da família. O que vocês construiram foram apenas esteriótipos fetichistas acerca dos mesmos pra se auto afirmarem e se sentirem importantes, rsrsrs
não estou dizendo que vocês não podem pensar o que quiserem, mais vejam bem :
fazendo o que fazem, vocês só estão sendo massa de manobra de grupos políticos interessados em poder, esses sim vão se dar bem com isso, já que eles precisam mesmo de divulgação das suas verdades pra se manterem no poder, enquanto vocês não perceberem que são também agentes nessa luta pelo monopólio do próprio corpo e mente e ficarem servindo causas de outrém que voce sequer conhece e sequer sabe se ele realmente se importa com você, tu serás nada menos do que um escravo labutando apenas pra receber chibatadas daqueles em que você tem a ilusão de poder confiar.
hitler, bolsonaro, fidel, che guevara ou estão mortos ou vivem uma realidade que pode diferenciar bastante da que tu construiu, faça uma guerra contra o seu próprio ser , não tenho medo de mudar de idéia (os que os criticarem por isso são os mediocres, eles precisam do ódio ao homem autonômo pra se sentirem felizes com sua miséria e pra se sustentarem suas ''revoluções'' já que pra essa eles precisam da ''verdade absoluta'')

Agora sobre os libertários...
esse grupo pelo qual eu adquiri certa simpatia, em termos, por ser algo que na minha visão tenha uma posição filosófica por assim dizer mais calcada no indivíduo, também se encontra entre a que me causa uma grande decepção. explico porque :
a visão se encontra muito calcada nas descentralizações e desinstitucionalizações como meio pra se fazer ''monarca de seu próprio corpo'' (como diria hakim bey, rsrsrsrs)
logo se a idéia é de que voce não deve se submeter a algo com o qual não se sente a vontade, e deve fazer o que for possivel pra viver de seus próprios valores dá pra se supor, que você tem o mesmo sentimento em relação ao próximo.
não é o que eu costumo ver porae...
primeiro que a quase totalidade dos mesmos assim como os outros grupos (reaças e esquerdinhas) se perdem em uma mentalidade tribal, em que um totem nao pra emancipação pessoal, e pra construção de um conhecimento e de uma forma de viver fora da ''matrix'' as quais eles consideram as formas de se relacionar com a existência que eles acreditam que não funciona pra eles, mais sim como uma porta que o joga pra uma realidade em que os próprios são heróis e todos os demais são seus inimigos e devem ser sumariamente eliminados..
em vez de atacar as idéias em si eles preferem atacar indivíduos fazer emboscadas, dar facadas e até matar e REALMENTE acreditam que isso é o melhor que pode ser feito
e a vocês, garot@s ganguistas vocês realmente acham que isso os coloca próximo de alguma espécie de libertação? isso só os faz repetir todo o ciclo belicoso das instituições de manutenção de ordem social os quais vocês sempre dizem repudiar os métodos. afinal, será que os carecas e nazistas são mesmo os piores inimigos que vocês tem? pensem comigo, considerando que vocês desenvolvem suas críticas através da sua vivência social o que mudaria no caso deles? é exatamente a mesma coisa, desconstrua a mitologia que serve de alicerce pra essas posturas e eles ruirão.

Doug -Pseudônimo Antifascista (05/2011)

sábado, 16 de junho de 2012

Grécia,berço da democracia agora dá de mamar ao nazismo.

Desemprego alarmante,fome,queda da bolsa,salários congelados,cortados e tantos reflexos de um país que sofre com o envelhecimento do capitalismo - ou seria seu retardamento? - e a Grécia se vê em maus lençóis com o mundo,a crise é financeira,o bagulho é econômico e o papo é social.A solução então foi apelar para um sistema de capital baseado no ódio e no preconceito racial,o resultado de que estamos falando do Partido Amanhecer(ou em outra tradução simplificada,"Aurora")Dourado,e do seu lider Nikolaos Michaloliakos e a ascensão deste partido na ilha diante da crise.21 deputados dominam o parlamento e foram eleitos afirmando discursos de separação,imigração e discursos anti-comunistas.Uma palinha de como os politicos nazistas tratarão os "inimigos da Grécia" foi o deputado e lider Ilias Kasidiaris agiu com os deputados de outras legendas,a tapas na cara e ofensas.O refúgio dos que se sustentaram a vida toda com o suor dos outros,com os impostos dos outros,com o sangue dos outros e as custas dos outros é por a culpa na imigração e no comunismo - como fazia o governo do Füher - pois pra eles é sempre a imigração a culpada de tudo que tira os empregos(emprego de vendedor de frutas,de salgados e outros considerados pela sociedade sub-empregos,que na verdade não tira emprego nenhum pois nenhum destes é de carteira assinada) e o delirio de conspirações comunistas.
Até quanto tempo os países de economia globalizada vão conseguir ficar de pé.e quantos Auroras Douradas teremos em cada continente?Oras,tudo isso que esta acontecendo é reflexo da oligarquia mundial sofrendo de um cancer terminal,o Capital!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Aos Sectarios com carinho!


Smash Divisions

You´re narrow minded
Building walls we´re trying to destroy
Bigoted morons
We´ve had it with you, you fucking annoy

CH: Smash divisions - and all who build them
Smash divisions - to hell with them

Black or white
Male or female, punk or skin
We´re in this together
Together´s the only way we´ll win

-Chorus-

What makes you better than anyone else?
Keep your foolish thoughts to yourself
Bashing gays
Just because tehy´re different from you
This isn´t Auschwitz
You´re not Hitler and they´re not your Jews

-Chorus-

A IGNORÂNCIA SE COMBATE COM INFORMAÇÃO!


Assumo:Fui vitima da ignorância,aléas,vítima não,co-autor.Um dia eu acreditei que todos os skinheads eram nazis,pois eram assim que as minhas influências(os punks daquela época)me mostravam,eles me mostravam o que eles queriam me mostrar,só um lado,uma face que eu não conhecia - e como de praxe na sociedade - somos compelidos a acreditar apenas naquilo que dão mastigados em nossas bocas,a desinformação que desce macia e redonda em nossas guelas,um dia deste prato eu comi,mas não foi minha culpa,era a falta de zines,era a falta do "tapa no ouvido" do lado esquerdo.Tomei este tapa.Hoje toda a informação que eu quiser esta nas ruas,esta aqui na frente do computador,ou numa música que uma banda toque,em qualquer lugar,e isto não deve parar.Fui anarcopunk numa época que eu e meus amigos eram taxados de maluco que um dia no Brasil punks e skins realizariam manifestações juntos.Fomos taxados de malucos,recebemos ameaças - dos própios punks - e hoje veja o resultado,eles estavam certos nossas maluquices deram resultados.Muitos desses "malucos" estão lendo isto e até hoje se mantem fazendo "loucuras" das coisas que nós acreditamos.
E os novos "malucos" estão ai,vejo gente nova e isto me parece ser bom,que se mantenham com gás assim até o final.
O objetivo não é tornar ninguém politico,como dizia uma banda anarcopunk A//POLITICAL "it's not about politics,it's about your life",mas o objetivo é mais amplo,trata-se da sobrevivência nas ruas,nosso espaço,o que é nosso,o que nos resta,devemos lutar por nosso espaço de todas as formas possiveis.Seja panfletando,fazendo colagem,joguem nas ruas a contra-informação,dê com força o tapa no ouvido esquerdo,faça zines,faça bandas,faça comunidades,mostre a seus amigos suas idéias,se reunam,escrevam,publiquem,se mostrem,e aqueles que se escondem,sim,se escondem,na sociedade em que vivemos há duas formas de permanecer:Uma é fingir que esta tudo de boa,ser amigo dos carecas,dos nazis e dos antifas,não assumir nenhum rótulo,ficar na de boa pois quando a merda explodir ir pro lado mais ?forte?É FICA EM CIMA DO MURO,SIM,O MURO EXISTE,é um muro dos surdos-mudos,o do "vamo beber e viver a cultura de 69(quando se trata do skinhead).Tem outra forma,a mais dificil,a que eu escolhi,a que meus amigos escolheram,é porra,É DESTRUIR QUALQUER MURO,se assumir como se é e sem medo,ser assumir apolitico e não antifa pra ter mais amizades no rolê?Pra ter mais opções de som?Não,este escrito não é uma alfinetada nos Ambiguos,estes ai a mascara ta caindo,se ser skinhead tradicional é ser apolitico pra isso então eles estão enganados,posso ser skinhead anarquista e em minha mente eu sei que estou seguindo o que começou em 69)bem diferente de achar que vivo em 69 como muitos querem fazer)por que o Skazinho esta ali,porque procuro (e procuramos)se mover pra fazer algum escrito ou qualquer coisa,tem horas que só vestir o visual não basta,e é assim que meus amigos fazem e eu faço o mesmo,eu podia ser skinhead apolitico e fazer a mesma coisa,pois o RACISMO não é politica,é questão que ta na frente de nosso nariz e as nossas vistas,O RACISMO DEVE SER COMBATIDO INDEPENDENTEMENTE de como se queira seguir.
E então aqui assumo,derrubei e derrubo qualquer muro e me assumo:PRETO,POBRE,SUBURBANO,NORDESTINO ,SKINHEAD E ANTIFA,CLARO!
Já temos pessoal o suficiente,já temos mãos,mentes,neurônios de sobra,falta nos organizarmos,apagar as fronteiras do mapa,ou seja,nos fixar em coletivos,grupos e que esses coletivos mantenham aliança com outros.APOIE A TUA CENA,DÊ SUPORTE A CENA DOS OUTROS,SUSTENTE AS COISAS QUE VOCÊ ACREDITA!
Solidariedade a todos que lutam por respeito,a rua é sua e é um dever seu preservar que seu camarada ande nela do jeito que ele quiser,sem preconceitos,sem discriminação!
"Juventude francesa vamos nos unir com solidariedade contra o fascismo"(Berurier Noir-1987

Eu odeio a mídia.


Uma vez a muito tempo atrás uma jornalista de um grande jornal de salvador foi até meu orkut com uma proposta de fazer uma matéria sobre skinheads.Ai tudo bem,ela mostrou interessada em saber sobre skinheads antifacistas e tal,sobre a RASH,a SHARP,enfim,ela dizia que estava empenhada em querer nos dá uma "força".E vai o Plebe bobo sensibilizar seus camaradens a conceder uma entrevista a tal mulher,ela queria colher entrevistas,escrever o que agente pensa,dos dois lados,nossos depoimentos e os depoimentos dos fachos,seria na realidade uma entrevista pra o povo saber de uma vez por todas quem são os skinheads e quem são os babacas que se dizem skinheads.
Tudo bem,ela teve o que queria,todas as matérias,entrevistas,ajudei com material pessoal,tudão.Meempolguei pois naquela época o skinhead antifacista estava digamos ganhando as ruas,mais reconhecimento.E eu ajudei aquela moça.
Dias depois eu fui ensaiar com minha banda,e um punk amigo nosso me mostra o jornal dizendo :"POrra Plebe,olha o que ta no jornal de hoje"(era um domingo chuvoso,eu me lembro até hoje.
Sabe o que a mulher fez?5 páginas falando de fachos,3 pra careca do Brasil e 2 pra nazis.E agente?Há,nenhum dos 20 depoimentos que ela colheu nem se quer o meu,apenas uma frase sobre o que era a RASH E A sharp.Leia com atenção,tenho o jornal até hoje e era isso que estava escrito:
=---
RASH:Skinheads comunistas e Anarquistas,teve origem nos EUA
SHARP:Skinheads contra o preconceito Racial.
---
Nenhuma imagem,nada,só uma frase.Não teve ensaio porra nenhuma,peguei o telefone que ela tinha me dado e fui ligar pra satisfação,ela desligou na minha cara quando soube que era eu,no orkut ela excluiu o perfil dela.Fui no jornal a caratér,fiz um puta de um barraco e fui tirado de lá(meu barraco valeu mais apena,rs)mas eu sei que ela escutou o que eu disse.
Resumo do Pleberson:Parece que a midia esta mais interessada em chacinas da candelária skinhead(tipo,skinhead mata fulano e cicrano),ela esta mais interessado no lado negro,em vender discriminadores do que a real.Mas ainda bem que ela não esta mais segurando,ela não tem como esconder,não há mais como tapar o sol com a peneira.
E nós estamos aqui quer eles queiram ou não!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Hey droogss

Há mil anos o blog não é atualizado,de lá pra cá uma pá de coisa aconteceu,uns camaradas viraram crentes,outros foram pro outro side,outros simplesmente sairam porque achavam que a coisa era só sustentar visual numa boa sem ningúem pra encher o saco.Se enganaram -E FEIO!
Viram que aqui a coisa é séria,gente morre(como aconteceu),gente é presa(como aconteceu) e gente pede pra sair(como sempre acontece).Pedir pra sair, e este é o normal de uma subcultura,mas não quer dizer que seja aceitavel,é como na cadeia alimentar natural da selva,o leão mata o cervo,e outro cervo vem no lugar depois,e é assim no submundo antifa,um sai e meia duzia ocupa o lugar,pois a idéia não morre,se transfere,passa de uma cabeça a outra e o corpo se fortalece.
Graças a nossos inimigos que nos fazem permanecer na luta que é esta e nos dar o combate mais bonito.Esqueci de nos apresentar,somos os tais,como posso dizer,inimigos.Inimigo,persona non grata do estado e seus lacaios,somos comunistas,somos anarquistas,gays,lésbicas,punks,skinheads,rasgando bandeiras,mijando no conservadorismo ou qualquer sinonimo arcaico de "familia".Somos nós muito prazer mas não aperte nossa mão.
Não se engane,o tempo senhor que tudo sabe observador passa,as caras mudam,a caravana aumenta mas a idéia ainda é a mesma.

quarta-feira, 6 de julho de 2011


Bom, não é de hoje que o blog não é mais atualizado!
Peço desculpas tarde, mas é isso!

Peço que acessem um endereço online novo

http://www.culturaxmarginal.blogspot.com/

Nele serão postados fanzines e tudo de uma forma menos ligada ao punk e ao skinhead!

O tempo passou e o surgimento de novos amigos abriu um novo horizonte no pensamento, fazendo muitos amadurecerem, e com a correria do dia-a-dia,infelizmente, tomassem caminhos menos interligados

Em breve espero que o novo blog possa alcançar um reconhecimento como este ou até mesmo maior.
Espero também notificá-los de que nosso projeto de selo saiu do papel e que cresceu, se tornando uma distro!

Obrigado.




André Luís A. Cardoso - Azeitona!

" La lucha es como un circulo. Se puede empezar en cualquer punto, pero nunca termina."



(A)//(E)


Endereço novo blog: culturaxmarginal.blogspot.com


Espero que entrem e deixem suas opiniões lá também!
Grato.



Obs: Talvez ainda postem alguns textos neste blog, mas conto com a vontade de todos para que o outro blog seja divulgado também!



.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Vídeo: Carlos, Un Año Sin Ti, Un Año Contigo.


Esta é uma homenagem feita por antifascistas de Madrid, mostrando como ocorreu a morte de Carlos Palomino, e as frequentes manifestações realizadas.

Para quem não se lembra...

estava pra ocorrer uma manifestação de extrema direita na Espanha, e consequentemente foi organizada uma contra manifestação por antifas, eles iriam pegar o metrô para chegar ao local, e havia um neo-nazi armado com uma faca. Que atacou Carlos com uma facada do coração.

nas entrelinhas...

O neo-nazi conseguiu fugir, mas foi espancado nas proximidades pelos companheiros de Carlos, fato este que serviu de argumento para a defesa dos direitistas.


Cá está o video das camêras de segurança mostrando o que aconteceu na estação de metrô

http://www.elpais.com/videos/espana/Huida/grabacion/muerte/video/largo/elpepunac/20090510elpepunac_2/Ves/


e aqui o documentario para baixar:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4


A Melhor Homenagem é Continuar a Luta

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

E a tragédia do descaso se repete... mais lágrimas, mais mortos, mais demagogia.- FARJ



Aqui vai um texto feito recentemente pela Federação Anarquista do Rio de Janeiro- FARJ- sobre o desastre natural que deixou milhares de famílias desabrigadas e centenas de mortos.

E mostra como as autoriadades estão se empenhando para reestruturar as cidades e dar apoio as vítimas. um exemplo:

(...)só a reforma do Maracanã
custará aos cofres públicos a bagatela de mais de 900 milhões de reais. Já as
cidades de Teresópolis, Nova Friburgo e Petrópolis, pasmem, vão receber
respectivamente até 2014, R$ 13,2 milhões, R$ 8,8 milhões e R$ 1,1 milhão para a
contenção de encostas! Junto, o montante que estas cidades receberão chega a
23,1 milhões! Ou seja, irrisórios 2,5% do custo total das obras no Maracanã...



Baixar arquivo

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Universitário é esfaqueado após sair de shopping no Rebouças

Bem, só tomei conhecimento desse fato uma semana depois, daí aqui está a notícia do jornal Gazeta do Povo, 12/01/2011:


Um estudante universitário de 20 anos foi esfaqueado, instantes depois de sair de um shopping, no bairro Rebouças, em Curitiba. Diogo Marchini Garmatter foi atingido por um golpe no tórax, que lhe perfurou o pulmão. Após ser ferido, o jovem procurou a Santa Casa de Curitiba, que teria negado atendimento.

O caso ocorreu na tarde de terça-feira (11). Garmatter e a namorada estavam em frente ao Shopping Estação, quando um homem teria parado e passado a provocar o casal, tragando um cigarro e soprando fumaça contra os dois. Os namorados teriam deixado o local, caminhando pela Avenida Sete de Setembro. Três quadras adiante, o homem teria alcançado o casal, repetindo a provocação. Após uma discussão, Garmatter entrou em luta corporal com o homem, mas acabou sendo atingido no tórax por um golpe de faca.

De acordo com uma irmã da vítima, o autor da agressão tem cabeça rapada, usava bermuda com uma corrente presa ao bolso, tênis de bota (similar a coturno) e moleton de banda de rock.

Socorro

Após ser esfaqueado, mesmo sangrando, Garmatter conseguiu caminhar quatro quadras até a Santa Casa de Curitiba. Os familiares da vítima relatam a unidade negou atendimento ao universitário, apesar de ele ter convênio médico. “Um médico disse que não iria atendê-lo por falta de pessoal e mandou procurar atendimento no [Hospital] Cajuru”, disse a irmã da vítima. “Ele [o médico] chegou a perguntar se meu irmão queria que chamasse um táxi. É revoltante”, desabafou ela.
Com a negativa de atendimento, o universitário caminhou até sua casa, a uma quadra do hospital. Lá, o rapaz chamou um táxi, que o levou ao Hospital Cajuru, onde foi socorrido. De acordo com familiares, assim que chegou à unidade, Garmatter foi submetido a uma cirurgia e que o ferimento provocou a perfuração do pulmão e do estômago da vítima. “O médico disse que por cinco milímetros a faca não atingiu o coração”, afirmou a irmã. O rapaz está com um dreno, mas passa bem.

Em nota emitida por sua assessoria de imprensa, o Hospital Cajuru informou que Garmatter deu entrada “sem sinais aparentes de maiores complicações” e, que na sequência, teve “sinais de comprometimento pulmonar”. O comunicado acrescenta que ele foi submetido a uma cirurgia e que tem quadro clínico estável.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Santa Casa de Curitiba informou que, imediatamente após tomar conhecimento do fato, requisitou esclarecimentos ao médico envolvido no caso. “O hospital declara que o fato causa estranheza e que não compactua com este tipo de conduta, sendo que, se o relato da família de Diogo Marchini Garmatter se comprovar, a instituição tomará as devidas providências”, diz a nota. O comunicado ressalta que no instante da ocorrência um cardiologista e dois médicos de emergência estavam no Pronto Atendimento da Santa Casa.

Investigações

O boletim de ocorrência foi lavrado nesta quarta-feira (12), na Delegacia de Homicídios (DH). De acordo com informações do plantão da especializada, o caso deve ser encaminhado na manhã de quinta-feira (13) a um delegado, que deve instaurar inquérito policial para investigar o caso.


Força aí ao jovem vitimado!

Parece que o suposto agressor é de conduta neo-nazi

se alguem tiver mais informações sobre o caso....

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

NACIONALISMO DOS SKINHEADS BRASILEIROS, autor Alessandro Bracht

Olá a todos, venho divulgar um artigo muito interessante publicado na revista Sæculum - REVISTA DE HISTÓRIA, no ano de 2005, escrito pelo grande historiador Alessandro Bracht.
Chama-se O NACIONALISMO DOS SKINHEADS BRASILEIROS, o autor Faz uma interessante análise sobre a adaptação dos valores de extrema direita feitas pelos 'Tupiniskins', mostrando algumas semelhanças e diferenças ideológicas entre os grupos White Power e Carecas.

Baixar arquivo

sexta-feira, 18 de junho de 2010

África do Sul: Copa do Mundo... dinheiro sujo!



Declaração de ZACF sobre o 2010 Copa do Mundo


A Copa do Mundo de 2010 deve ser exposta publicamente como a grande farsa que é. A Frente Anarquista Comunista Zabalaza (ZACF - Zabalaza Anarchist Communist Front), da África do Sul, condena veementemente o cinismo e a hipocrisia do governo sul-africano que apresenta este momento como uma oportunidade única "apenas uma vez na vida" para a melhoria da situação econômica e social das pessoas que vivem no país (assim como no resto do continente).

Isto é afirmado claramente - a tal ponto que se torna impressionante - visto que esta “oportunidade” tem sido e continua sendo a ganância desenfreada da elite dirigente sul-africana assim como a do capital, nacional ou internacional. Na verdade, a Copa do Mundo, se tiver algumas conseqüências é provável que estas sejam devastadoras - para os pobres da África do Sul e para a classe trabalhadora - já em pleno andamento.

Na preparação da Copa do Mundo, o governo gastou mais de 8,2 bilhões de rands (cerca de R$ 2 bilhões), por exemplo, mais de 1 bilhão para o desenvolvimento das infra-estruturas e 3 bilhões para reformas e construções de estádios que depois da Copa do Mundo jamais estarão lotados. Isto é um tapa na cara de todos aqueles que vivem num país marcado por uma pobreza extrema e com uma taxa de desemprego que gira em torno de 40%.

Nos últimos cinco anos, os trabalhadores pobres têm vindo a manifestar a sua indignação e decepção face à incapacidade do governo para corrigir as enormes desigualdades sociais, organizando, em todo o país, mais de 8 mil manifestações para exigir serviços básicos (água, eletricidade, saúde...) e habitações dignas.

Esta distribuição dos custos, pelo Estado, é mais uma prova dos equívocos do modelo neoliberal capitalista e das suas políticas econômicas de “racionamento”[1], que só serviram para aprofundar as desigualdades e a pobreza.

Apesar das afirmações anteriores, no sentido contrário, o governo acabou por reconhecer, recentemente que "nunca foi a sua intenção" que este projeto chamado Copa do Mundo fosse beneficiário em termos sociais[2].

A África do Sul precisa desesperadamente de infra-estruturas públicas em grande escala, especialmente na área dos transportes públicos que estão quase totalmente ausentes em algumas cidades, incluindo Johanesburgo. O Gautrain (uma espécie de trem bala), lançado em 8 de junho (na véspera da Copa do Mundo), é provavelmente a grande ironia disto: num país onde a grande maioria das pessoas depende, cotidianamente, para percursos de longa distância, de táxis e lotações, sem condições mínimas de segurança, o Gautrain oferece rapidez, transporte de luxo para turistas e para aqueles que viajam entre Johanesburgo e Pretória (distante apenas 54 km).

O mesmo panorama aparece em toda parte: o Airports Company South Africa (ACSA) gastou mais de 1,6 bilhões rans para a modernização dos aeroportos. Já a Agência Nacional de Estradas Sul-Africanas (SANRAL), privatizada, gastou mais de 2,3 bilhões de rans para uma nova rede de rodovias.

Tudo isso explicará a implementação de medidas de austeridade drásticas para recuperar os bilhões gastos nas infra-estruturas, a maioria dos quais são de interesse nulo para os africanos pobres, a esmagadora maioria do país.

Em toda a África do Sul os municípios estão envolvidos em “esquemas” de revitalização urbana, acompanhados pelos seus inseparáveis programas de gentrificação, com o governo tentado, apressadamente, esconder debaixo do tapete a crua realidade deste país.

Em Johanesburgo, mais de 15 mil sem-teto e crianças de rua foram apanhadas e “despejadas” em "abrigos"; em Cape Town, autoridades do município expulsaram milhares de pessoas das zonas pobres e das favelas no âmbito do projeto "World Cup Vanity" (tornar a cidade agradável para a Copa do Mundo). Em Cape Town tentou-se - em vão - expulsar de suas casas 10 mil moradores da favela Joe Slovo com o objetivo de esconder a população dos olhos dos turistas que viajam ao longo da rodovia N2.

Em outros lugares, populares foram despejados para dar lugar aos estádios, estacionamentos para turistas, ou estações[3]. No Soweto, as estradas foram embelezadas ao longo das rotas turísticas e da sede da FIFA, enquanto as escolas ao redor continuam com as janelas quebradas e as instalações em ruínas.

Apesar de muitos sul-africanos não terem caído neste "canto de sereia", outros são inundados e arrastados pela enxurrada de propaganda nacionalista que visa desviar a atenção do circo que é a Copa do Mundo.

Cada sexta-feira no país foi declarada “Dia do Futebol", onde a “nação” é incentivada (e os alunos forçados) a vestir camisas dos Bafana-Bafana (seleção nacional da África do Sul).

Os carros são enfeitados com bandeiras, as pessoas aprendem a "diski dance", que é constantentemente demonstrado em todos os restaurantes turísticos. Já é praxe comprar a mascote Zakumi. E quem se atrever a manifestar dúvidas sobre a Copa é maculado como antipatriota. O exemplo mais significativo disso tudo foi o apelo das autoridades aos grevistas do Sindicato dos Transportes (SATAWU), para que abandonassem as suas reivindicações pelo “interesse nacional"[4].

Num contexto em que quase um milhão de empregos desapareceram, só no ano passado, as declarações do governo, sobre a criação de mais de 400 mil postos de trabalho devido à Copa do Mundo, são descontextualizadas e ofensivas. Os empregos que foram criados, nesta euforia futebolística, são muitas vezes precários ou CDD (contratos com duração determinada), por trabalhadores que não são sindicalizados e recebem salários muito abaixo do salário mínimo.

Para além da repressão contra os sindicatos, os movimentos sociais têm sentido a mesma hostilidade do Estado, traduzida oficialmente pela proibição geral de todos os protestos durante a Copa do Mundo. Jane Duncan (do Instituto para a Liberdade de Expressão) refere-se, com abundância de provas, que essa política foi colocada em prática a partir do começo de março.

Um inquérito as cidades sede da Copa do Mundo, revelou que uma proibição geral de qualquer reunião está em curso. Assim, no município de Rustenberg, “as concentrações estão proibidas durante a Copa do Mundo”.

O município de Mbombela recebeu a informação, da polícia nacional, de que não seriam permitidos “encontros” durante a Copa. O conselho municipal da Cidade do Cabo informou que não continuaria a receber pedidos para organização de marchas, que “isso poderia ser um problema” durante a realização da Copa. Nos municípios de Nelson Mandela Bay e de Ethekwini, a polícia proibiu manifestações durante o período da Copa do Munde[5].

A Constituição da África do Sul, muitas vezes elogiada pelo seu caráter "progressista", está longe de ser a garantia de liberdade e de igualdade. Esta nova forma de repressão entra claramente em contradição com o direito constitucional à liberdade de expressão e de reunião.

No entanto, os movimentos sociais, em Johanesburgo, incluindo o Fórum Anti-Privatização e vários outros não desistiram, e obtiveram uma autorização para uma marcha e manifestação no dia da abertura da Copa, com a ajuda do Instituto para a Liberdade de Expressão. Porém, a marcha deverá ser confinada a três quilômetros do estádio, onde não atrairá a atenção da mídia.

Não foi apenas o Estado sul-africano que realizou uma repressão severa sobre os pobres e sobre qualquer atividade ou manifestação anti-Copa do Mundo, sob um disfarce que representa a África do Sul como um polvo que estende os seus tentáculos em convite a todos e a todas, para que afluam em rebanhos aos seus hotéis de luxo, os quartos de hóspedes e salões de coquetéis, mas também o império criminal legal a que Josepp Blatter e seus amigos chamam FIFA (admiravelmente nomeada THIEFA (clube dos ladrões em inglês) pelo Fórum Social em Durban).

Prevendo com a Copa 2010 um lucro de aproximadamente 1,5 bilhões de euros, a FIFA já arrecadou mais de 1 bilhão apenas com os direitos de transmissão televisiva. Os estádios e as zonas circudantes foram entregues à FIFA durante o período do torneio (como “casulos livres de impostos”, áreas controladas e vigiadas pela FIFA e isentas do imposto normal e outras leis estaduais sul-africanas), incluindo estradas e pontos de acesso. Dessas regiões serão excluídas as pessoas que vendem produtos não licenciados da FIFA. Assim, os que acreditaram que, durante a Copa do Mundo, iriam aumentar a sua renda de sobreviventes, serão deixados de fora no frio "racionamento" neoliberal.

Mais: a FIFA, como proprietária exclusiva da marca Copa do Mundo e dos seus produtos derivados, dispõe de uma equipe com centenas de advogados e funcionários que percorrem o país para rastrear qualquer venda não autorizada e para fazer marketing da sua própria marca. Os produtos ilegais são apreendidos e os vendedores são presos, apesar do fato da maioria na África do Sul e do continente comprarem os seus produtos no setor do comércio informal. Porque muito poucos sul-africanos têm 400 rand (40 euros) para pagar pelas camisas das seleções e outras “engenhocas” da Copa.

Os jornalistas também foram efetivamente amordaçados neste evento, na hora de se credenciarem, a FIFA incluia a aprovação formal de uma cláusula que impede as organizações de mídia de criticá-la, comprometendo claramente a liberdade de imprensa[6].

A ironia maior desta história toda é que o futebol era originalmente o esporte da classe trabalhadora. Ir assistir aos jogos nos estádios era uma atividade de baixo custo e de fácil acesso para as pessoas que escolhessem passar 90 minutos das suas vidas esquecendo o cotidiano sob a bota do patrão e do Estado.

Hoje, o futebol negócio e a Copa do Mundo trarão lucros exorbitantes para um pequeno grupo da elite mundial e nacional (com milhões de gastos desnecessários, especialmente em um momento de crise capitalista mundial), que cobram aos seus clientes-torcedores- espectadores milhares de rands, dólares, libras, euros, etc., para assistirem futebolistas caindo em excesso e mergulhando em campos super bem tratados e que discutem, através de agentes parasitários, se são ou não dignos de seus salários mirabolantes (Kaká recebe mais de 10 milhões de euros por ano no Real Madri).

O jogo em si, que em muitos aspectos, mantém a sua beleza estética, perdeu a sua alma trabalhadora e foi reduzido a uma série de produtos destinados a serem explorados e consumidos.

Bakunin disse que "as pessoas vão a igreja pelos mesmos motivos que vão a um bar: para hostilizar, para esquecer a sua miséria, para imaginar serem, por alguns minutos, também, livres e felizes”. Talvez possamos dizer o mesmo do futebol negócio, com estas bandeiras nacionalistas agitadas e a sua cegueira, com as estridentes vuvuzelas. Deste modo parece mais fácil de se esquecer do dia a dia, de tomar parte na luta contra a injustiça e a desigualdade.

Mas numerosos também são os que continuam o combate, e a classe trabalhadora, os pobres e as suas organizações não são assim tão maleáveis às ilusões quanto o governo gostaria de crer. Construiremos acampamentos temporários junto aos portões dos estádios onde tiver aglomerações, ações de greve geral - autorizadas ou não.

E apesar dos insultos, das zombarias e os rótulos de "antipatrióticos" e a supressão da liberdade de expressão, vamos fazer ouvir as nossas vozes para denunciar publicamente as desigualdades terríveis que caracterizam a nossa sociedade e os jogos mundiais que se disputam em detrimento da vida daqueles sobre os quais se construíram os impérios que, no fim das contas, serão destruídos.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

MENOS UM!


Militantes Antifascistas de Todo Mundo, Tenho Orgulho Imensurável de lhes dar uma notícia que me deixou extasiado!
O Líder Neo-Nazista Sul-Africano, Eugene Terre'Blanche, foi assassinado por dois jovens enquanto contava carneirinhos e roncava na sua cama quentinha!

A "belamente" sonora notícia chegou até mim por meio de um amigo e estou apenas repassando a vocês, como deve ser feito!

Um beijo para todos!
Smacks.

Abaixo segue o link da notícia:
http://jornaldeangola.sapo.ao/13/0/lider_racista_sul-africano_assassinado_na_sua_quinta





Azeit´s

sábado, 27 de março de 2010

ESPÍRITO DO Oi! GIG


ESPÍRITO DO Oi! GIG

VIOLÊNCIA SUBURBANA(STREET-PUNK)
OUTUBRO(Oi! DESDE FORTALEZA)
SARJETA(SKA PUNK SÃO PAULO)
OS INDESEJÁVEIS(Oi!77)
CONSCIÊNCIA POPULAR(HC)
OCK(PUNK HC)

ENTRADA 5 REAIS
BAR UMBURANA - DIA 27-03-2010
FEIRA DE SANTANA/CIDADE NOVA/BAHIA

REALIZAÇÃO:VIOLÊNCIA SUBURBANA - A BANCA QUE DOMINA AS RUAS DE FEIRA DE SANTANA

domingo, 21 de março de 2010

QUAL O PROBLEMA DA MAP?

Camaradas,eu estive em Curitiba este finalzinho de mês e soube que tava rolando lá um tal de "MARÇO ANTIFA".Essas coisas me interessam,mas como meu avião atrasou,cheguei meia noite,perdi o bang.Mas ainda bem que perdi,pois segundo meu amigo Ben,eu não perdi nada!
A História é a seguinte.Quem tava atrás da organização do show era a MAP-SP e os caras estavam distribuindo um folhetino com o tal "MANIFESTO ANTI-SKINHEAD".

leia : http://anarcopunk.org/antifa/?p=861

Eu devo logo dizer que,a contradição já começa pelo nome do evento,ANTIFA não é um movimento que nasceu no Brasil,e MUITO MENOS na MAP,antifa une punks,skinheads,estudantes,operários,sem distinção.O que a MAP-SP quis parecer é que a ANTIFA foi feita só para anarcopunks ou punks que pensam como eles.Acho que a MAP não sabe como é o moviento lá fora,eu nem me espanto,uma vez um pelego da MAP me disse: {...}"que não esta nem ai pra a europa e de como as coisas são lá,que o rolê dele é aqui{...}".É verdade,concerteza,percebe-se o que a MAP quer dizer quando a palavra é INTERNACIONALISMO.
A MAP se tornou uma instituição falida,um partido político,um covil de rejeitados pelos própios punks que antes os apoiavam,depois que perceberam a real deles.Não existe nenhum anarquismo ali,muito menos anarcopunks,o que vemos ali é pura ignorância e gente querendo chefiar o movimento punk-libertário.
Mas o que justifica a agressão da MAP aos skinheads antifascistas?Sim,pois o texto dela focaliza a RASH e a SHARP,mostrando que eles repudiam a gente,a resposta é simples,o nosso movimento cresce,cresce o apoio dos punks,de muitos segmentos contraculturais,todos correm pelo certo aqui,o na parte deles o apoio vem caindo,e isso não é de hoje.
O problema não é o folhetinho,isso a gente resolve rasgando ou queimando,é quando a dor de cotovelo ultrapassa o papel e acontece como aconteceu a uma militante skinhead anarquista e seu companheiro,ambos sofreram agressões de meia duzia de anarcofachos da MAP após uma festa.Coisas deste tipo acontecem sempre,casos de agressões destes militantes as suas própias companheiras e etc...Perdi as contas de quantas vezes pelo orkut um desses individuos me ameaçaram de morte quando eu era anarcopunk,e levantava a bandeira da união que prego hoje.Se vocês falam mentiras sobre agente,falamos a verdade sobre vocês.

Vejam só alguns trechos com meus comentários retirados do tal "Manifesto".

"porém há os grupos de RASHs e SHARPs que têm sido tolerados por se colocarem, a nível do discurso, como grupos antifascistas. Por meio deste pequeno manifesto alertamos para a farsa deste discurso. FASCISTAS NÃO PASSARÃO!"
[B][SIM,VEJA EU COMO EXEMPLO,SOU UM SKINHEAD LIBERTÁRIO QUE DÁ ROLÊ COM NAZI...][/B]

"A fala destes grupos que durante muito tempo mantiveram suas “atividades” restritas à internet – enquanto antifascistas – não está de acordo com sua prática, pois quando estão nas ruas “de rolê”, se juntam aos seus companheiros fascistas que partilham a cultura skinhead, uma cultura que nasceu da opressão ao povo paquistanês.
[B][EU IMAGINO OS MUITOS SKINHEADS NEGROS,ANARQUISTAS E COMUNISTAS DANDO ROLÊ NUMA BOA COM NAZIS E CARECAS...][/B]


"Quando se dizem antifascistas não pensam no lugar da mulher, do homossexual e dos imigrantes. O preconceito não se aplica só em termos de raça, não ser skinhead nazista não é ser antifascista."
[B][CLARO,NÃO TEM MULHERES SKINHEADS E FEMINISTAS,GAYS,E NORDESTINOS.][/B]


"Este alerta é para toda a população, mas direciona-se principalmente aos punks, aqueles que deveriam partilhar nossa cultura de revolta contra tudo aquilo o que nos oprime. Os punks que toleram e mesmo defendem estes skinheads estão mais próximos dele do que de nós, não partilham nossa necessidade/realidade. Não somos punks por escolha, mas sim porque precisamos existir."
[B][É MAIS OU MENOS O SEGUINTE,SE O PUNK TÁ COM A MAP,TÁ COM OS FASCISTAS,LUGAR DE PUNK E NA MAP,ALISTE-JÁ!][/B]


Se vocês ainda não entendam a dor que a MAP tem dos skinheads antifas,o motivo de tanta raiva no coração.Ai vai um pestisco...

"{...}E ainda na apresentação do Juventude, o
vocalista Demente, agradece aos
punks conscientes e não ganguistas
e ao pessoal da RASH SP pelo
trabalho sério que fazem. E para
não deixar por menos, outra prova
de que devemos correr todos do
mesmo lado, Ariel, vocalista dos
Garotos do Subúrbio e figura
respeitada dentro do cenário punk
nacional repete: “Isso é união,
punks e RASH´s curtindo juntos! Não
importa o seu visual, estamos todos
na mesma luta! Punks e RASH´s, são
todos iguais”{...}"
[retirado do informativo RASH-SP março-abril de 2010]

NÓS SIM,PODEMOS DIZER,FASCISTAS NÃO PASSARÃO!SUSPENSÓRIOS E MOICANOS ESTÃO ERGUIDOS!
por Camarada Plebe