quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Punks Fascistas: Até quando?

Normalmente quando tratamos de fascismo em subculturas, automaticamente relacionamos aos falsos skinheads, como Carecas e Boneheads.
Porém, muitos se esquecem que o fascismo não se enquadra apenas ao sujeito xenófobo, racista e homofóbico. Vale lembrar que na cena brasileira o sectarismo
é bastante comum por parte de alguns punks.
Ironicamente, muitas vezes os mesmos se dizem libertários e anarquistas. Mas esquecem esses rótulos quando o tema é skinheads antifascistas. É mais fácil julgar
por um visual diferente do que por uma idéia igual a sua!? Não, mas por mais incrível que pareça, esses fazem o mais difícil.
O próprio tema pode parecer clichê, mas é o que mais se vê no dia-a-dia. E na minha opinião, esse é o ponto principal para atingirmos.
Muito se fala de ativismo, mas nossas ações são feitas na medida do possível. Pois é óbvio, quanto mais adeptos, maior a proporção de nossa luta.
Não é porque esse problema é comum que devemos nos conformar. Muito pelo contrário. Afirmo sem dúvida alguma que no Brasil há muito mais antifascistas do que fascistas/nacionalistas/racistas.
A questão é, realmente a intenção é unir para construir? Ou vamos nos prender a diferenças supérfluas por puro ganguismo, teimosia ou falta de interesse?
A cena não pode ser dividida por brigas pessoais ou bairrismo.
É aquela coisa, se não ajuda, não atrapalha. Se o intuito é APENAS arrumar treta, beber e cheirar, não se intitule punk, pois os que realmente fazem jus a esse
nome, acabam se prejudicando com molecagem de outros.
Apesar de tudo, muitos punks que antigamente eram totalmente contra skins, hoje estão juntos no mesmo corre. Portanto, apesar de ser revoltante as vezes, é importante ter paciência com aqueles que ainda demonstram resistência. Faça sua parte, troque idéia, informe, mostre zines que tiram o mito que todo skinhead é sinônimo de pilantra. Não tenha medo de mostrar a verdade, colabore que o retorno será compensado.

Saudações Antifascistas.

11 comentários:

Atomic*Julão disse...

Concordo! Os antifascistas, muitas vezes, têm no seu visual a "verdade absoluta" e esquecem-se da união. Já punk brigando com punk exatamente por causa desse espírito ganguista. Infelizmente, isso parece ser difícil de mudar.

Tsushida disse...

Sim, totalmente sectarismo.

Concordo em gênero, número e grau.

Tem muitos que posam de punk, só por ter um A pixado na camisa, chutar latas de lixo, e arranjar treta com skin, e outros punks.

Kika disse...

É foda essa realidade, mas as coisas estão mudando... Espero que daqui uns 10 anos esteja tudo beeem melhor! ^^

luis.vegan disse...

daqui a 10 anos?pra mim isso tem que mudar agora.

Oi!

Kika disse...

E você acha que vai ficar perfeito agora? Então vai durmir porque isso nem vai acontecer, é um trampo lento e que estamos construindo.Sem contar que nada vai ficar perfeito, vai melhorar sim mas regado a muito súor e a muito trabalho. Mas está melhorando se formos ver nos últimos 10 anos que se passaram. Espero que não demore tanto assim pra progredir. ^^

Mateus disse...

o problema eh quando as pessoas não querem mudar,por exemplo na cidade onde eu moro,tem uma ocupação e la tem esse tipo d preconceito contra skins, tanto q eu tenho um patch esccrito oi! em uma jaquetta e um dia trombei com eles e me falaram q iam cortar minha cabeça se eu não tirace o patch.
porra me deram a certeza q eles eram uns fascistas

frenetic disse...

adorei o texto,algo que realmente tem conteudo e me fez refletir sobre muitas coisas, inclusive nas minhas proprias atitudes perante algumas situações.

PICCOL (///) disse...

fóda

Sir disse...

É nóis, Punks e Skinheads na luta contra o fascismo!
Dou um puta apoio, graças a vocês: Pudim, Rattu, Byrd, Ramone, Azeits e outros que hoje tenho esse conhecimento e essa idéia, que a defendo arduamente recebendo xingamentos, as vezes até tentativas de agressões hahaha.
Não mudarei minha opinião por causa de infantilidade, dou minha cara a tapa por essa causa!

Um grande abraço!!

Melão disse...

Parabéns pelo texto. Curto e direto ao ponto. O caminho é esse mesmo! Quando tive meus primeiros contatos com o movimento punk (isso há 14 anos já... vixe, to velho) eu era bastante jovem e odiava (sem fundamento algum) skinheads pq fui "conhecer" o que era skinhead através da mídia de massa. E como sabemos, ela gosta de distorcer tudo para vender notícia sensacionalista (e ironicamente acontece o mesmo com o punk). Depois com o tempo, fui me informando direito e acabei vendo no movimento skinhead muita coisa útil e positiva! Hoje apoio totalmente às causas defendidas pelos skinheads. Acho que o RASH é um grupo foda e que tem tudo para dar certo por aqui. Esses honram a cultura skin!
Como eu disse, esse é o caminho... informação. Se libertar de preconceitos e visões pré-concebidas é muito importante.

Fabio Sanches disse...

tudu putari...Brasileiro essas coisas ai vem de fora.....vao se fusder tods.....isso e falta de mulher haha briginha de mocinhas xD....Rap e samba negao.....Brasilllll